Pegue dezenas de jovens e adolescentes. Em pleno carnaval, junte todos em um ambiente de natureza rica, afastado da grande cidade, em clima de descontração e algo em comum: aquele desejo por mais de Deus. Resultado: um retiro espiritual focado na intensificação do relacionamento com Deus e com os seus amigos e irmãos. Afinal de contas, o retiro Verdade e Graça não se limita a se afastar da cidade, que comemora o carnaval.

“[O retiro] É para que a nossa juventude ande com Deus e jamais encontre prazer ou alegria nas coisas do mundo”, afirma o pastor Lucas Rangel, um dos preletores do retiro jovem desse ano. Para ele, ao contrário, o jovem precisa ser luz onde estiver inserido, ser influenciador.

A energia guardada para louvar ao Senhor!

A energia guardada para louvar ao Senhor!

O primeiro retiro do pastor Lucas com a juventude teve as expectativas “superadas em todos os sentidos”, diz. Ele acredita que o que foi anunciado pelos pastores Marcos Ramos, Carlos Elias e por ele mesmo ficou no coração de cada retirante e trará um compromisso maior com Deus, a curto, médio e longo prazos. Principalmente agora que a Escola Bíblica Discipuladora (atual sigla para EBD) retomou suas atividades, e as classes de jovens e adolescentes já recomeçaram a comparecer às aulas, mostrando uma sede maior pela Palavra de Deu”, com novos alunos a todo instante.

Em cinco dias, o retiro Verdade e Graça 2016 aconteceu na cidade de Paty do Alferes, que fica a 119 km da capital fluminense. “Aviva” foi o tema do evento, alinhado à proposta pastoral que a Primeira Igreja Batista de Campo Grande (PIBCG-RJ) estabeleceu para esse tempo.

De acordo com Heber Santana, integrante da Equipe de Louvor e que também vem trabalhando junto à liderança da juventude, o retiro “trabalhou essa questão do avivamento em várias áreas da vida: profissional, ministerial e psicológica”. Já para Anita Cruz, fotógrafa da igreja, o Verdade e Graça desse ano representou um ápice na sua vida espiritual. “Meu primeiro retiro foi no ano passado. [No ano passado] Eu vi como Deus começou a operar em minha vida. E agora foi a confirmação de tudo o que Ele já havia falado comigo durante todo o ano de 2015”, constata.

Festa Cartoon, futebolha e teatro participante

Além de explorar a parte espiritual, o retiro também é marcado pelos momentos de lazer, em comunhão.

Em uma das noites, a atração foi a festa Cartoon. Heber foi o DJ Pernalonga, numa descontraída brincadeira em que as

Bubble Soccer: uma brincadeira que queima as calorias como nenhuma outra!

Bubble Soccer: uma brincadeira que queima as calorias como nenhuma outra!

pessoas puderam se relembrar de personagens de desenhos animados da infância. O DJ da festa não temeu a possibilidade de alguém sair do espírito cristão. Dessa forma, nenhum rapaz teria a ideia de se vestir de Betty Boop, por exemplo.

Apesar de não terem jeito para monstros, o pastor Lucas e a esposa Josilene Salça se vestiram de Terry e Perry, da Universidade de Monstros.

Não só de música foi o momento de curtição do retiro. Teve também o futebolha. Com as mesmas regras e objetivos do futebol, os jogadores entram em campo com o tronco revestido por uma bolha inflável, de modo que um pequeno esbarrão já é capaz de fazê-los cair rolando. O pastor Lucas ri ao lembrar que levou muito tombo durante as partidas. Mas ele também teve o gostinho de conseguir derrubar alguém. Deve ter sido difícil, já que o jovem Pedro Barbosa viu a brincadeira como um desafio à sua disposição física. “Eu, nos primeiros minutos, já estava bufando. Não estava aguentando (…) foi pior do que malhação”, brinca.

Além disso, atrelada à espiritualidade, uma atividade cênica foi usada para reforçar verdades espirituais e que exigiu maturidade dos organizadores. Alguns irmãos contracenaram no papel de demônios, desafiando biblicamente os retirantes. “A produção foi bem séria e foi explicada aos participantes ao final. Foi uma atividade para fixar mesmo, já que o principal foi a integração de todos”, assegura Heber.

Verdade e Graça é para todos

Estudar a Palavra de Deus no Verdade e Graça

Estudar a Palavra de Deus no Verdade e Graça

Assim como na edição de 2015 do retiro Verdade e Graça, esse ano também houve participantes que não professavam sua fé em Jesus. “Muitas pessoas não crentes participaram do nosso retiro. Nós não segregamos”, afirma Heber, que deixa clara a real motivação: “Queremos que todos tenham a oportunidade de ouvir a Palavra”.

A semente lançada das boas novas surtiu efeito: algumas dessas pessoas se entregaram a Jesus durante o retiro. Além de decisões por Cristo, foram selados compromissos missionários e renovações de aliança com Deus.

Pedro não conteve a alegria de ver amigos seus envolvidos no retiro. “[Eles] vieram para cá e disseram que nunca foram tão bem recebidos”, comemora.

Além disso, cerca de 40 pessoas fora do público-alvo participaram do evento como visitantes, mas todos bem recebidos. A maioria delas estava hospedada em pousadas próximas ao local do retiro, participando do mesmo espírito de comunhão durante as atividades. Atraída por esse ambiente, Siliane França, seu esposo Franklin e o filho Samuel estiveram por dois momentos na programação. “Pessoas que não conversavam entre si puderam se conhecer um pouco melhor”, destaca Siliane, que acredita ter sido fruto das atividades realizadas, até pelas brincadeiras. Mas ano que vem, ela e sua família prometem fazer diferente. Em 2017, pretendem ficar no retiro de forma integral, ainda que no desse ano tenha sido derrubada inúmeras vezes nas partidas de futebolha. Mas dá risadas da brincadeira.

Renovo

A nova cara da juventude demonstra também um amadurecimento a cada edição do Verdade e Graça, como destaca Pedro, que já acumula dez retiros no histórico. Para ele, as mensagens do ano passado já foram boas; agora as pessoas estão tendendo a colocar em prática as lições, a partir do trabalho intenso que o pastor Marcos Ramos vem realizando.

Para o pastor Lucas, foi possível ver e viver uma atmosfera de comunhão, em que as pessoas mostravam um

Noite de Aviva. Noite de unção!

Noite de Aviva. Noite de unção!

comportamento exemplar. “Foi muito agradável e a Palavra de Deus foi pregada e anunciada”, diz o jovem pastor, que considera que o ambiente foi propício para a ação de Deus em transformar corações e atrair o quebrantamento.

Esse crescimento espiritual era esperado por jovens como a fotógrafa Anita, que aguardavam com ansiedade pelo retiro desse ano. “A gente pôde sentir como Deus começou o avivamento na nossa juventude, e eu tenho certeza que tudo se iniciou lá”, aponta.

Esse mesmo sentimento de renovo na juventude, potencializado no retiro Verdade e Graça desse ano, é compartilhado pelos irmãos Guilherme Moraes, Aline Moraes, Juliana Larrubia e Maria Eduarda Leite.

Discipulado

No retiro, o pastor Lucas palestrou sobre os Pequenos Grupos (PGs), que tiveram reuniões em todos os dias durante o evento. Os PGs foram mola importante para que os participantes permanecessem motivados com os compromissos firmados durante o retiro.

Grupo de jovens debate sobre as lições bíblicas

Grupo de jovens debate sobre as lições bíblicas

Embora haja PGs já em funcionamento na igreja e em casas de alguns irmãos, o pastor Lucas avalia que sejam poucos, e ainda não contam com uma coordenação ministerial. Ele tem uma rede que vai alavancar o discipulado nos lares durante esse ano. “Todos os jovens estão convidados”, diz Heber. Pelas contas dele, hoje a igreja conta com cerca de 600 adolescentes e jovens na faixa etária de 16 a 30 anos. Com esse contingente, pode-se ter 20 PGs, que é o objetivo do pastor Lucas, no atendimento a adolescentes, jovens solteiros e casados.

 

Retiro 2017

Mal terminou o retiro e o Ministério da Juventude já começou a trabalhar a todo o vapor para o do ano que vem. Mas, antes, acontecerá o Congresso de Adolescentes em meados de 2016. O pastor Marcos e a liderança já estão elaborando o planejamento. De acordo com Heber, “será um congresso que vai marcar a vida de nossa igreja e de nossa região também”, conclui.

Compartilhe: