Nossa Gratidão e Nossa Consolação

 

O pastor Francisco Antônio de Souza, missionário aposentado da JMM, faleceu no dia 10 de maio de 2013. Esteve internado em uma clínica na cidade de Hortolândia (SP), terra natal da família. Era viúvo, sua esposa Márcia Venturini de Souza  faleceu em 27 de fevereiro de 2008, depois de passar algum tempo internada no Hospital das Clínicas da PUC de Campinas (SP).

O casal Márcia Venturini e Francisco Antônio de Souza são os pais dos também missionários Joed Venturini e Lilia Rita Venturini de Souza. 

O pastor Francisco Antônio de Souza e a esposa Márcia Venturini de Souza serviram, como obreiros da Junta de Missões Nacionais, no Estado do Ceará. Após sua formação e casamento em 19 de dezembro de 1964, o casal seguiu para o campo cearense, de início como missionários da APEC (Associação para Evangelização de Crianças), depois como missionários da Junta de Missões Nacionais.

O casal, em 1971, já com os dois filhos Joed e Lilia Rita, mudaram para o Rio de Janeiro, onde assumiram o ministério da PIB Nova Iguaçu (RJ), em 8 de janeiro de 1972, ali permanecendo até 20 de outubro de 1974. No seu ministério foi concluída a construção do templo e consagrados ao ministério os pastores Heitor Antonio da Silva e Hélio Trugilho e organizada a segunda Igreja Batista em São Lourenço (Minas Gerais). O casal, no período ministrou cursos para evangelização de crianças, com excelentes resultados.

 Nomeados missionários da Junta de Missões Estrangeiras para servir em Portugal, estiveram alguns meses na cidade do Recife, lecionando no SEC e no Seminário Batista e treinando lideranças na IB Cordeiro, na época pastoreada por David Mein. 

 O pastor Francisco Antônio de Souza e a esposa Márcia Venturini de Souza serviram no campo missionário, na Ilha Terceira, Açores (1974-1983), em Viana do Castelo, Barcelos e Santarém, em Portugal continental (1983-1996) e em Cabo Verde, na África (1996-1998), num total de vinte e quatro anos, dedicados à proclamação da mensagem de Salvação. Ao retornar ao Brasil ele pastorou a IB do Guanabara, em Campinas (SP), por cinco anos e a IB Cristalina, em Hortolândia (SP), por cinco anos.

Os filhos Joed Venturini de Souza e Lilia Rita Venturini de Souza permanecem nos seus campos missionários. Ida Helena Mazoni Andrade Venturini de Souza e Joed Venturini de Souza (ele médico, pastor e professor) serviram na Guine Bissau e hoje permanecem servindo em Lisboa como médico, pastor, professor do Seminário Batista de Queluz, coordenador e orientador estratégico de missionários, e também como pastor da Terceira Igreja Batista de Lisboa. Sua esposa Ida é descendente dos pioneiros batistas de Penedo (AL) e de Aracaju (SE), Joaquim Mazzoni e Jacundino de Andrade, convertidos pela pregação de Salomão Ginsburg, em abril de 1897, em Penedo (AL), o primeiro é o pai de Alberto Mazoni de Andrade (Penedo, 1906), e o segundo é seu tio materno. Neta de Alberto Mazzoni de Andrade liderança batista em Sergipe e na Convenção Batista Mineira, falecido em agosto de 1957.

 Lilia Rita Venturini de Souza é casada com o Pr. Dimas de Souza Filho, e tem se dedicado à obra missionária no Paraguai (Assunção e Pedro Juan Cabalero – 1994 a 2000), Cabo Verde (2001 a 2006) e Equador.

Neste momento pedimos ao Senhor que console a família missionária, que atravessa este momento de perdas. Aproveitamos para agradecer a vida e o ministério do Pr. Joed Venturini, homem de Deus, com quem trabalhei por um ano e meio, constituindo-se para minha vida pessoal um grande tempo de aprendizado para o nosso ministério.

Nesta oportunidade devemos render graças ao Senhor pela família Venturini de Souza, que tem servido e ainda servem ao Senhor na obra e seus exemplos despertam e estimulam novas vocações.

Pr. Carlos Elias de Souza Santos.