Macapá é a capital do estado do Amapá. É a quinta cidade mais rica do Norte brasileiro e possui uma população de quase 400 mil indivíduos. Uma parcela do povo daquela cidade enfrenta mais dificuldades do que um não-salvo ordinário para compreender o Evangelho: os surdos.  Quando percebeu a necessidade e sentiu as angústias dessas pessoas já tão sofridas pela dificuldade de acesso a uma comunicação convencional, a missionária Denise Emiliano Atanázio dedicou seu coração ao Senhor na missão de levar o amor de Deus a eles.  Sua atitude tem sido tal que permitiu o surgimento de Igrejas multiplicadoras na Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS em Macapá. Há três anos, Denise veio ao Rio de Janeiro e falou sobre essa experiência, que é um marco entre tantas outras que ela tem experimentado.

Denise, que aniversaria exatamente hoje, dia 28 de março, tem feito realizações importantes.  O Alcance Surdos chegou ao Amapá sob sua coordenação há seis anos. Naquela data, foram 24 voluntários surdos e ouvintes atuando nas cidades de Macapá e Laranjal do Jari para a plantação de igrejas batistas na Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS.

Ela recebeu o apoio da igreja-mãe do projeto, Igreja Batista Memorial de Macapá. Foi lindo ver 13 pessoas naquela capital se decidindo por Cristo.  Embora que desafios enormes, como os 7 mil surdos que ainda haviam de ser alcançados. Denise viu entre os decididos um adolescente surdo de 13 anos cuja mãe abandonara e que fora criado pela avó.  Ela tentava, através de gestos, manter uma precária forma de comunicação. Com o Alcance Surdos, o adolescente, além de aprender sobre Cristo, pôde ser alfabetizado na língua brasileira de sinais e deu seus primeiros passos rumo à inclusão social.

Ore conosco para que Denise tenha um aniversário abençoado hoje, e que seja um dia em que outras pessoas ouçam a voz do Senhor para o chamado missionário como essa irmã ouviu.​

Compartilhe: