Lidando com Adversidades

“Em tudo isso Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma” (Jó 1.22)

 

Imagine o cenário: uma enorme fazenda, campos verdejantes, vales férteis, rebanhos, muitos empregados, família bem equilibrada e feliz. Poder-se-ia desejar mais? De repente, tudo desmorona e o que fora construído ao longo dos anos torna-se pó e cinzas. A história de Jó me faz pensar nas cenas dantescas da catástrofe do Japão, atingido pela tsunami. Também na tragédia daqueles que perderam tudo, atingidas pelas enchentes e desabamentos. Cenas de dor e sofrimento que nos deixaram o coração pesaroso. Como nós reagiríamos como protagonistas destas histórias? Ao perder tudo o que tinha, Jó manteve sua fidelidade ao Senhor porque sua confiança estava naquele que é poderoso para doar e para tirar, segundo os seus propósitos.

Adversidades fazem parte da nossa vida aqui; não podemos fugir delas. Mas, graças a Deus, temos a sua palavra para nos orientar a como lidar com elas: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. Esse bom ânimo era a certeza de Jó e nós devemos ter: Deus é o Senhor de tudo, é quem guarda o meu tesouro; só nele eu posso confiar e descansar.

Fonte: Manancial