“Melhor serem dois do que um” foi o tema da mensagem da noite

DOIS é melhor que UM

Em junho, a PIB de Campo Grande celebrou a integração e comunhão. O culto de encerramento do mês, aconteceu no dia 26 de junho. A abertura e chamada a adoração foi feita pela ministra de música, Angélica Miranda, juntamente com a Equipe de louvor. Na ocasião, eles entoaram os hinos: Comunhão ( Renascer Praise), Exaltai ( Ron kenoly) e Saudai o nome de Jesus ( Perronet/Holden).

Foi apresentado, em forma de vídeo, o Informativo da PIBCG, com as chamadas dos principais eventos (cultos e atividades) que acontecerão no decorrer da semana. Após o informativo, o coro exultação teve uma participação especial com as músicas: Abra os olhos do meu coração (David Kilan) e Fico imaginando (Grupo Hermon). Conduzida pelo Pastor titular da Igreja, Carlos Elias de Souza Santos, foi feita uma leitura bíblica uníssona em Mt 28.18; Mc 16.17 e 18 e Fl 2.9 -11. Em seguida, dirigiu o momento de intercessão e de dedicação de bens e vidas, onde ele aproveitou para apresentar dois projetos que vem sendo ajudados com as ofertas do real missionário: a “Missão Alhambra” e a construção do templo para a “Aldeia do Funil”.

A mensagem foi entregue pelo Pastor Carlos Elias, que ministrou em Eclesiastes 4.9-10: “É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!”. Com o tema “Melhor é serem dois do que um”, ele falou sobre a necessidade de vivermos em unidade na Igreja.
Atualmente, estima-se que 47% dos jovens vivam em dependência tecnológica, o gerando muitas vezes o que chamamos de “ciber solitário”, ou seja, estamos cada vez mais conectados com o mundo, mas ao mesmo tempo sozinhos, estamos desaprendendo a viver em sociedade. E isso também ocorre dentro da igreja.

Segundo o pastor, podemos tentar preencher esse vazio de diversas formas: no acúmulo de conhecimento, no prazer, na música e nas delícias da vida. Porém isso de nada vai adiantar. “Esse vazio que temos é do tamanho da eternidade, só Deus pode preencher. E a melhor forma de desenvolver esse amor que vem Dele é se envolver, se relacionar, amar o seu próximo!”, enfatizou. Completou: “Mude sua postura! Como? Não se isole, busque horizontes novos, faça sempre o seu melhor e principalmente se um amigo cair, o levante! E lembre-se: não exija tanto de você. Você é uma obra em construção. Preocupe-se mas não se exija demais”.

Ao final, concluiu: ” Você não pode viver isolado. Receba a cura de Deus. União não quer dizer uniformidade e sim viver em união mesmo em meio a diferenças”.

Fica a pergunta: Como viver em unidade?
“Nas COISAS ESSENCIAIS, unidade; nas NÃO-ESSENCIAIS, liberdade; em TODAS as coisas, amor.” ( Philipp Melanchton).

No encerramento da mensagem foram feitas a oração e a bênção final do culto. Antes do poslúdio com o coro exultação, o Pastor de Integração e Visitação, Adiel Gomes, agradeceu a todos que ajudaram durante o mês da integração e ressaltou aos presentes que o mês acabou, mas a união e integração devem continuar.

Texto: Aline Ferreira

Compartilhe: