O Grande Dia

Neste ano de 2016 a Primeira Igreja Batista de Campo Grande comemora 113 anos de existência. Fundada em 18 de dezembro de 1903 pelo missionário norte-americano Arthur Beriah Deter que na época com mais quinze irmãos, assumiu o trabalho e liderou a organização da igreja. Todos eram membros da Igreja fundadora, “Igreja Evangélica Baptista do Engenho de Dentro” hoje, Segunda Igreja Batista do Rio de Janeiro.

Durante a noite de celebração, estiveram presentes o Coral Cristolândia, da Junta de Missões Nacionais, formado por homens que foram resgatados da rua e das drogas, e a mensagem da Palavra de Deus ficou por conta do pastor Fausto de Aguiar Vasconcelos – Diretor de Evangelismo da Aliança Batista Mundial.

Logo no início do culto, na chamada à adoração, a Orquestra da PIBCG acompanhou o Intróito Coral, apresentado pelo Coro de Câmara com o hino Chegamos Pela Fé (Hayes). O Recitativo Bíblico foi lido com toda igreja e a equipe de louvor adorou com o hino Tu És Fiel, Senhor (25 HCC – Chisholm/Runyan). A Mensagem Musical foi apresentada pelo Coro Exultação com os hinos Celebrai (Goeller) e Deus é Meu Refúgio (Goeller).

Como participação musical mais do que especial, o Coral Cristolândia adorou a Deus com os hinos Eu Te Agradeço (Kleber Lucas) e Vem Encher Este Lugar. Um momento muita de alegria e adoração. Testemunho da maravilhosa graça redentora de Jesus atuando na vida de homens que eram escravos das drogas, hoje libertos, adoram ao Senhor com alegria no coração. Ao final cantaram mais dois hinos, O Filho do Homem (Gilmar Britto) e o clássico, que já virou marca registrada do Coro Cristolândia, Nada Além do Sangue (Fernandinho). O pastor Aider Gouveia, Coordenador da Cristolândia no Rio de Janeiro, representando a Junta de Missões Nacionais, apresentou um breve relatório dos projetos da Cristolândia, um deles conhecido “Sonho de Mãe”. O Centro Formação Cristã – Sonho de Mãe é um “braço” do Ministério Cristolândia e atende mulheres ex-usuárias de crack que estão em processo de ressocialização. O pastor Carlos Elias orou pelo projeto.

Em seguida o Coro Masculino, sob a regência do maestro Marcelo Melo, adorou a Deus com o hino Trevas me Cercam. Em continuidade aos louvores o Coro de Adolescentes Teus adorou com o hino O Nome de Jesus (Baruk). Logo após o Coro Faia Verde adorou com o hino Falar com Deus (Novo Tom). Neste momento a igreja se pôs de joelhos e em oração, cada um no seu lugar, houve um derramar de Deus. Um momento de contrição e entrega.

O pastor Carlos Elias dedicou um momento de oração e intercessão pelo pastor Fausto de Aguiar Vasconcelos, pregador da noite, que assumiu o púlpito para trazer a Palavra de Deus para toda igreja.

Sua primeira afirmação foi: “Não estamos sós!” Após a leitura de Mateus 28.18-20 o pastor citou que, ao completar 113 anos fazendo discípulos e testemunhando de Cristo em honra ao nome Jesus e tendo amor ao próximo, percebemos que existe uma exortação à obediência e à excelência no texto bíblico. A palavra chave é “excelência” que revela também a “permanência”, pois tantos anos se passaram e vemos hoje o crescimento da obra de Deus neste local. Jesus em sua palavra disse que toda autoridade lhe foi dada no céu e na terra. Jesus foi autorizado e capacitado para fazer todas as coisas. O grande motivo da permanência da PIBCG é porque ela está de baixo da autoridade de Jesus. Quantas igrejas hoje não têm sido relevante na sua comunidade? A excelência é devido ao método. No texto lido vemos as várias vezes que é citado a expressão “todos”.

“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado TODO o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de TODAS as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar TODAS as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco TODOS os dias, até a consumação dos séculos. Amém”.

A metodologia de Jesus para fazer discípulos é para fazer pessoas com o caráter semelhante ao de Jesus, por isso a excelência na metodologia. Existe também excelência nos resultados para a Glória de Deus. O crescimento da Igreja mostra o quanto se cumpriram as promessas do Senhor neste local.

Ao final da mensagem o pastor Fausto Aguiar abençoou a igreja com uma palavra de fé e o pastor Carlos Elias fez o apelo aos presentes para receberem a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas.

Para terminar o culto, ainda fazendo parte das comemorações pelos 113 anos da igreja, o pastor Carlos Elias homenageou alguns irmãos da PIBCG que formam escolhidos pelos membros e lideranças dos departamentos e ministérios da igreja para receberem uma Bíblia Comemorativa feita especialmente para a celebração dos 113 anos da PIBCG/RJ. Os privilegiados que receberam o reconhecimento pelos esforços e dedicação às atividades durante o ano de 2016 foram os irmãos: Patrícia Araújo Oliveira Vasconcelos; Samuel José Luiz; Vanderlei Leite Bastos Júnior; Marcela Machado Craveiro; Matilde Marques Vasconcelos do Nascimento; Marli Vale de Menezes; Mariane Morais; Lucas Bastos Nogueira; Isaque de Jesus da Silva; Diaconisa Elsa Teixeira de Castro; Davi Fernandes Pereira Sobrinho e Leda Dutra Neves.

O culto terminou com a entrada de um lindo bolo dos 113 anos e a presença da irmã Silsa Cunha Bahia, que hoje é a membro mais antiga da igreja, batizada pelo pastor Antonio Dutra Júnior em 15 de agosto de 1943. Ela também recebeu das mãos do pastor Carlos a bíblia comemorativa e ao som do hino Autor da Minha Fé (Logos), toda igreja agradeceu por mais um ano de existência e pelas conquistas alcançadas.

Com a uma oração e a benção apostólica o culto se encerrou com o poslúdio cantado pelo Coro Integração com o hino Imensa Graça (Craig/Harrington).

Texto: Diácono Newton Cezar

Compartilhe: