Celebração da Páscoa no Culto da Ressurreição

Neste domingo, dia 16 de abril, às 7 horas da manhã, a Primeira Igreja Batista de Campo Grande se reuniu para a Celebração da Páscoa no Culto da Ressurreição. Um domingo com muita adoração instrumental com a Orquestra e com belos hinos interpretados pelo Coral Feminino Faia Verde.
A MM Giseli Penido acompanhada da Equipe de Louvor adorou com toda igreja os hinos”– Cristo Já Ressuscitou (135 HCC –Wright/Hin.Inglês) e Da Sepultura Saiu (140 HCC / Lowry). Após a leitura bíblica e a transmissão do Informativo PIBCG, a Mensagem Musical ficou por conta do Coro Feminino Faia Verde.
O pastor Carlos Elias orou agradecendo pelo alvo alcançado da Tenda do Brincar oferta levantada para aquisição de uma tenda e brinquedos para as crianças dos campos de refugiados de guerra e também pelos aniversariantes da semana. Após a Dedicação de Vidas e Bens o diácono João Marcos orou ao Senhor consagrando as ofertas e os dízimos.
A celebração da Ceia do Senhor foi ministrada pelos pastores Carlos Elias e Anderson Maciel, acompanhados pelos diáconos da igreja. Com a distribuição dos elementos da ceia, pão e vinho, toda igreja participou deste memorial da morte e ressurreição de Cristo.
A Orquestra, sob a regência do pastor e maestro Hanri Pinheiro, apresentou um belo hino instrumental (Above All/ Winkler) e em seguida toda igreja adorou com o hino Agnus Dei (Smith) acompanhado da Orquestra. O pastor Anderson Maciel orou consagrando os elementos.
Ao Canto do hino Ouvi Contar a História de Jesus (499 HCC – Bartlett) toda igreja se preparou para ouvir a mensagem da Palavra de Deus ministrada pelo pastor Carlos Elias de Souza Santos conforme está em 1 Coríntios 15.20-22.
O apóstolo Paulo tenta resgatar os princípios cristãos que foram esquecidos pela igreja de Corinto. Um deles era a ressurreição de Jesus Cristo. Destacando o fato histórico e ressaltando o poder de Deus e de seu filho. “Sem a ressurreição, a fé cristã é considerada vã”, declarou.
As marcas de uma fé vã: ser perseguidor da igreja; ser falsa testemunha; ter uma vida de pecados; não crê na ressurreição. “Aquele que é salvo, já está debaixo da Graça de Deus e já pode se considerar um ressurreto”, afirmou.
Quatro bênçãos da vida cristã, símbolos da ressurreição: Salvação; Nova Vida; Significado e Bênção de permanecer. O poder da ressurreição dará um novo corpo, em glória e com vida eterna. Ao som do hino Digno é o Senhor (Barros) encerrou a mensagem.

Ao final do culto o pastor Carlos Elias orou pelos irmãos que estarão viajando para participarem da 97ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira em Belém do Pará. Com uma oração e a bênção apostólica encerrou o culto.

Compartilhe: