Coronavírus (COVID-19) – ORIENTAÇÕES AOS MEMBROS

Rio de Janeiro, 13 de março de 2019

 No enfrentamento da Pandemia mundial da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus surgido na China no fim de 2019, sugerimos buscar sempre informações em fontes e lugares confiáveis.

 O Ministério da Saúde lança o (aplicativo) app Coronavírus-SUS com o objetivo de conscientizar a população sobre o novo coronavírus. Disponível para Android e iOS.  Sugerimos que você baixe o aplicativo.

 A melhor forma de combater a desinformação é a informação, o melhor lugar é ir direto para o portal do Ministério da Saúde: https://saude.gov.br/

 No Rio de Janeiro a UFRJ vem desenvolvendo uma série de iniciativas para o combate à epidemia mundial da COVID-19, acompanhe tudo pelo endereço: https://coronavirus.ufrj.br 

Recomendamos a leitura do Plano de Contingência da FIO CRUZ:                                                                   https://portal.fiocruz.br/sites/portal.fiocruz.br/files/documentos/plano_de_contingencia_corona_final_2020-03-13_v1.pdf

 

I)- COMO REDUZIR O RISCO DE INFECÇÃO?
• Evite aglomerações e ambientes sem ventilação adequada. Idosos e gestantes (grupo de risco), já devem evitar sair de casa e estar em reuniões e aglomerações de qualquer tipo.

 • Evite contato próximo com pessoas doentes, ou com sinais ou sintomas respiratórios.

 • Tenha precaução com objetos possivelmente contaminados (corrimãos, maçanetas, celulares, interruptores, torneiras, carrinhos de supermercado).

 • Lave cuidadosamente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos, com muita frequência.

Na falta, friccione-as com álcool em gel em concentrações ≥ 60% até 70%. Sempre evite tocar olhos, nariz e boca.
A higiene das mãos é essencial para limitar a propagação do novo coronavírus e outros vírus. O álcool em gel é uma boa alternativa quando pia e sabão não estão disponíveis. Já estão disponibilizados dispensadores de álcool em gel na entrada do templo para que possam ser utilizados tanto na chegada quanto na saída. O aperto de mãos pode ser uma forma de compartilhar germes, portanto, evite. Um sorriso ou uma leve inclinação da cabeça pode substitui-lo. Lembre-se de que o álcool em gel é inflamável até secar.

 • Observando o seu grupo indicado, vacine-se contra a gripe (influenza). A vacina da gripe não protege contra o coronavírus, mas já pode excluir um diagnóstico diferencial importante. Os pastores e líderes e professores, têm responsabilidades em cuidar dos outros e também precisam se vacinar. A campanha de vacinação contra a Influenza deste ano começa dia 23 de março.

 • Fique em casa quando estiver doente. Essa é uma decisão que requer orientação, suporte e acompanhamento médico. Não compartilhe seus germes desnecessariamente. Se você estiver com uma doença semelhante à gripe, fique em casa por pelo menos 24 horas após o término da febre, exceto para obter assistência médica ou outras necessidades. Evite compartilhar toalhas de rostos, copos, pratos e talheres. Da mesma forma, evite estar com pessoas doentes, se possível. Pratique a boa “etiqueta da tosse”, tossindo ou espirrando em um lenço de papel, jogando-o fora ou tossindo na dobra do seu cotovelo em vez de em suas mãos. Use máscara se apresentar sintomas respiratórios para não transmitir aos familiares e/ou precisar sair de casa.

 

II)- DEVE SER CONSIDERADA COMO CASO SUSPEITO A PESSOA QUE SE ENQUADRE EM UMA DAS SEGUINTES SITUAÇÕES:
• Febre e pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, entre outros)

 • Histórico de viagem para área com transmissão local nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

 • Contato próximo de caso confirmado laboratorialmente para Coronavírus (SARS-CoV-2) nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

 

III)- NA PRESENÇA DE SINTOMAS:
• Desinfete com frequência superfícies e objetos tocados.

 • Necessariamente cubra boca e nariz ao tossir ou espirrar, se possível com máscara descartável ou lenço de papel, a ser jogado no lixo após o uso.

 • Se as mãos tiverem entrado em contato com lenço de papel usado ou secreções, devem ser imediatamente higienizadas para não contaminar outras superfícies.

 • As máscaras de proteção (descartáveis) devem ser utilizadas pelos doentes (quando em contato com outros indivíduos) e pelas pessoas diretamente envolvidas em contato com os doentes.

 • Deve ser levado em consideração, contudo, que apenas o uso de máscaras, sem a adoção de outras medidas de proteção (como lavar as mãos), é ineficaz.

 • A pessoa que apresentar sintomas deve procurar o sistema de saúde se apresentar febre baixa sustentada (3dias), ou febre alta (acima ou = a 40º) e dificuldade para respirar.

Se você estiver doente (casos confirmados) – Prepare-se, a orientação médica poderá ser a de ficar em casa por mais ou menos uma semana. Será necessário, suprimento de alimentos, antitérmicos, lenços descartáveis e outros itens relacionados podem ser úteis de modo a evitar a necessidade de transitar em público enquanto estiver doente, podendo transmitir a virose.

 

QUEM DEVE FICAR EM ISOLAMENTO DOMICILIAR?
Os casos suspeitos de Covid-19 até receber o resultado negativo dos exames. Se o resultado for positivo o paciente deve ficar em isolamento até o desaparecimento dos sintomas respiratórios. A equipe de saúde orientará os pacientes e seus familiares sobre quando é necessário fazer esse tipo de isolamento, quem deve ficar isolado e por quanto tempo.

  

IV) RECOMENDAÇÕES DA PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE CAMPO GRANDE – RJ COM RELAÇÃO AO CORONAVÍRUS (COVID-19):
Diante das notícias oficiais sobre o atual quadro de disseminação do vírus em nosso país, inclusive, com estimativa de contágio comunitário (isto é, contaminação local e não apenas de pessoas que viajaram), e considerando que nossa igreja é uma comunidade aberta, com membros de diversas partes da cidade e presença de missionários e pessoas do mundo inteiro, com fluxo de pessoas que fazem viagens frequentes, recomendamos:

 1. Atenção especial à saúde e imunização, especialmente aos mais suscetíveis como idosos, gestantes e pessoas com vulnerabilidades preexistentes. Com respeito à imunização, recomendamos que procure a orientação médica (UPAS, Clinica da Família, seu convênio e ou plano de saúde). Procure orientar-se sobre o uso de suplementos de vitaminas e sobre hábitos alimentares saudáveis. Lembramos que ainda não há vacina contra este vírus.

 2. Informe-se sobre os sintomas do covid-19 e fique atento a qualquer indicativo de que você pode ter contraído o vírus. Neste caso, procure orientação junto a órgãos de saúde.

 3. Se você já estiver com sintomas de gripe comum ou qualquer coisa semelhante, procure assistência médica, mantenha-se no resguardo de seu lar, isso evitará que você se exponha a novas infecções e se torne um possível propagador do vírus.

 4. Exerça cuidados básicos, tais como a higienização das mãos e braços, evitar levar as mãos ao rosto e boca, usar o antebraço ou um lenço de papel se precisar tossir ou espirrar. Esses são atos aparentemente pequenos, mas de imensa ajuda.

 5. Nos eventos públicos de nossa igreja, demonstre seu amor e afeto aos irmãos com palavras de encorajamento e um sincero sorriso. No entanto, evite contatos mais pessoais, como aperto de mãos, abraços e beijos. Antes de adentrar o salão e ao fim das reuniões, lembre-se de higienizar as mãos com água e sabonete ou álcool em gel.

 6. Evite especulações e comparações com outros males. Isto não será de ajuda. Devemos agir com sensibilidade ao problema e ser responsáveis, fazendo uso do melhor discernimento e sabedoria cristãos, dando assim bom testemunho público de nossa fé.

 7. Lembre-se que Deus é soberano, nada foge à sua providência e ele permanece no controle de todas as coisas. ‘Se alguma desgraça nos atingir, seja o castigo da espada, seja a peste, seja a fome, nós nos colocaremos em tua presença diante deste templo, pois ele leva o teu nome, e clamaremos a ti em nossa angústia, e tu nos ouvirás e nos salvarás’. (2 Crônicas 20.9). Não dê espaço para pânico ou desespero. Confie em Deus e aja com prudência.

 8. Se sobre o povo estiver uma praga: “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra”. (2Crônicas 7:14).

 9. Suspensão dos cultos – Tal medida poderá acontecer, dependendo das orientações e dos acontecimentos futuros. Se as grandes reuniões, como os cultos da igreja, não puderem acontecer, como a igreja manterá contato com seus membros? 

• Atualize seu e-mail, enviando o seu e-mail atualizado para: secretaria@pibcgrj.org.br
• Atualize seu contato de WhatsApp enviando seu nome e número para: assessoria@pibcgrj.org.br
• Acesse o nosso site e acompanhe as atualizações: https://pibcg.rio/
• Participe do culto On-line: https://www.youtube.com/user/pibcgrj/live
• Ouça mensagens diárias de seu pastor no endereço: https://meditarfazbem.buzzsprout.com/ 

10. As atualizações deste informativo deverão ser diárias.

 11. Se você está comprometido com o sustento da casa do Senhor e desejar enviar suas ofertas e contribuições para a igreja, utilize os aplicativos bancários e ou os sites de banco no seu computador. 

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE CAMPO GRANDE
CNPJ: 33.664.020/0001-16
Banco do Brasil (001) agência: 3082-1 Conta: 500.789-5
Banco Itaú (341) Agência: 8202 Conta: 46.602-8 

Querido irmão (ã), “seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”. (Filipenses 4:5-7)

Pela Igreja, 

Pr Carlos Elias de Souza Santos – Presidente
Dc. José Augusto dos Santos Azevedo – 1º Vice-presidente.
Dr. Alexandre Gomes da Silva – Médico – CRM – 52.73130-7

Download do texto em PDF.

 

Compartilhe: