O Mais Importante é o Amor

Foi na manhã fria, porém ensolarada do dia três de julho que Primeira Igreja Batista de Campo Grande se reuniu em culto para adorar ao Senhor e para dar início ao Mês de Ação Social.

Com a ministração da MM Angélica Miranda, toda igreja foi conduzida a um despertar na fé com o canto dos hinos Logo de Manhã (411 HCC – Pires) e Saudai o Nome de Jesus (59 HCC – Perronet/Holden). A Mensagem Musical, sob a regência da MM Angélica Miranda, ficou por conta do Coro Viver e Vencer com dois belos hinos.

“Invoca-Me, e Te Responderei, Pois Eu, o Senhor, Estou Contigo!”

O pastor Marcos Ramos falou a toda igreja para confiarmos no Deus que responde orações. Com o canto do hino Invoca-Me (Sacer), no Momento de Intercessão, oramos pelas famílias enlutadas e pelos necessitados que, estando no altar do Senhor, clamaram por socorro ao Deus que sempre nos atende.

A abertura do Mês de Ação Social ficou por conta do pastor Ricardo Ramos que descreveu sobre como serão as atividades do mês, convocando a participação de toda igreja. O pastor liberou o seu WhatsApp (21) 99324-2544 para que todos os membros da PIBCG fiquem por dentro das atividades do mês de Ação Social e recebam devocionais em formato de áudio e texto.

A pregação da Palavra de Deus ficou por conta do pastor Ricardo, que trouxe uma mensagem conforme está escrito em 1 Coríntios 14.1 “Procurem viver uma vida de amor como se a vida dependesse disso, porque de fato depende”. Ainda de acordo com Marcos 12.30 e 31 não existe nada mais importante que o amor a Deus e ao Próximo.

Esta mensagem fala sobre três aspectos do amor:
1º Amamos a Deus, porque Ele nos ama. “Nós o amamos porque Ele nos amou primeiro.” (1 João 4.19). O ser humano não conseguiria amar sem a presença do amor de Deus na terra.
2º O Amor é uma Decisão e um Compromisso. É um ato de vontade, por isso é um mandamento. Ninguém ama por obrigação, mas por vontade.
3º O amor é ação, não só emoção. Se fosse emoção não teríamos como controlar, depende das circunstâncias. Nós não temos controle sobre as emoções, mas sobre o amor sim. O amor precisa ser seguido de ação. Só de palavras não é amor. (1 João 3.18)
“É mais fácil se mover da ação ao sentimento, que do sentimento à ação.” É a ação que traz o sentimento. “Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.” (Apocalipse 2:5) Tome atitudes de amor, volte a fazer coisas que inspire o amor.

Para que a nossa igreja seja conhecida como a igreja mais amorosa do bairro, precisamos transformar o amor em ação. Ao final o pastor Ricardo lançou um desafio: Quão grande e sincero você deseja que nossa igreja seja reconhecida como uma igreja que ama? Com uma oração final e o canto do hino Primeiro Amor (Rebanhão) o pastor Carlos Elias encerrou o culto.

Texto: Diácono Newton Cezar

Compartilhe: