Vamos Trabalhar!

“Meu pai trabalha até agora e eu também trabalho”. (João 5.17).

O Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e até reivindicações.

Hoje se celebra o “Dia Internacional do Trabalhador”. Data histórica, quando, em 1886, nas ruas de Chicago, U. S. A., se realizou uma manifestação contra o trabalho de escravatura que então se praticava. Era necessário reduzir a carga horária daqueles que laboravam nas minas, nas fábricas, nos campos, etc…

Tinham razão os trabalhadores. Trabalhar, sim, pois, desde o princípio, Deus assim o ordenara, em sua palavra: “Seis dias trabalharás e farás toda a sua obra” (Êxodo 20:9). Mas, ser escravo do trabalho não.

A escravatura do homem pelo homem é um crime do “lobo” homem contra  o seu irmão.

Mas, quem inventou o trabalho? Você consegue imaginar o mundo sem o trabalho.

Num primeiro momento teríamos toda a tendência para dizer: “que maravilha, que paraíso!”. Pense! Sem despertadores às 6h da manhã, sem livros ou cartões de ponto, sem congestionamento ou trânsito nas ruas da cidade, sem um patrão gritando aos nossos ouvidos. Sim, porque tudo isto só acontece, porque existe o tal do trabalho.

Além disso, teríamos tempo para passear, para ir ao cabeleireiro ou ao jogo de futebol, para ler um livro, para estar no café ou mesmo apanhando um sol…

Ah, espere, afinal não…

Quem é que faz o carro que nos leva para dar uma voltinha se ninguém precisa trabalhar?! Quem é que está lá no salão para lavar e cortar os cabelos. Quem é que está a postos para vender bilhetes para aquela partida de futebol se ninguém trabalha neste mundo?!

Quem escreverá um livro, quem servirá os cafés, enfim… Antes de se queixar do seu trabalho, ou mesmo perguntar sobre quem o inventou, pense…

Acabará por chegar à conclusão de que era alguém muito inteligente! Sabia exatamente de tudo o que nós precisamos: Saúde (médicos, consultórios e hospitais), Educação (professores e escolas), transporte, lazer, cultura e tudo que no mínimo você precisa ou mesmo procura para ser feliz.

O trabalho é uma bênção de Deus, que o confirmem aqueles que não têm como ganhar honestamente o seu pão. Mas viver para o trabalho porque outros nos constrangem ou por “ambição desmedida” isso não é a vontade de Deus.

Trabalhar é bom e Deus, o nosso Pai, trabalha até agora em muitas tarefas, para o nosso bem e para corrigir o mal que, a todo o instante, estamos a praticar, quer contra a maravilhosa natureza que Ele criou, quer contra nós próprios. Jesus, o nosso Salvador, trabalha também.

Que bom seria se todos nós nos empenhássemos para fazer o bem, para glória de Deus e bem do nosso próximo. Estou certo que todos nós sairíamos ganhando.

Portanto, “trabalhai, não só pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna e que o Filho do homem vos dará”. (João 6.27).

Aproveite para trabalhar enquanto é dia, pois a noite vem, quando ninguém mais pode trabalhar (João 9. 4). 

Pr. Carlos Elias de Souza Santos.