Ministério de Educação Cristã

O Ministério de Educação Cristã, a meu ver, surgiu com o crescimento das igrejas, e a necessidade do pastor titular, ter alguém a seu lado, que o ajudasse na ministração e ensinamentos de sua membresia, de maneira que ele pudesse se dedicar mais a pregação da Palavra e à visitação.

Há várias citações bíblicas nos mostrando o valor da Educação Cristã, na bíblia, desde o Velho Testamento como vemos no livro de Deuteronômio capítulos:4,5; 6. 1- 12; Salmos 111.10; 119.33l; 105;129; Eclesiastes 12.13. E no Novo Testamento, podemos citar: Mateus 28.20; Lucas 13.26; João 8.28; Atos 5.42; Tito 1.11 e muitos outros textos.

Educar é caminhar junto. Jesus fez isso com os seus discípulos nos seus três anos de ministério. Em Tito 2.12 vemos a preocupação do apóstolo para que os cristãos não fossem contaminados pela impiedade e as paixões humanas de sua época.

O Ministro de Educação Cristã tem a responsabilidade de ajudar no crescimento espiritual do membro da igreja, cuidando do seu doutrinamento e orientando os ministérios para que não se afastem dos princípios abraçados pela igreja, desde a sua origem, há 110 anos, no caso da nossa igreja. 

É ele quem promove a capacitação dos membros criando cursos, congressos, simpósios, encontros, e muitos outros eventos, nos quais, eles possam aprender mais da Palavra e usar os dons que lhes foram dados por Deus. Os outros ministérios, devem interagir com ele, solicitando os cursos necessários para as suas áreas, e não agirem separadamente, muitas vezes, entrando nas funções destinadas a outros, e também, causando conflitos de datas.

O Ministério de Educação Cristã, existe para somar, para ajudar e fortalecer todos os ministérios da igreja, na atuação de cada um. É ele o responsável pelo planejamento anual, por isso, precisa conhecer todas as datas e horários solicitados, por cada área de crescimento da igreja. Claro que ele tem de acompanhar o progresso e ter a mente aberta para entender as gerações hodiernas, mas nem por isso, tem a liberdade de querendo agradar a muitos, ferir os princípios batistas, aos quais, deve se manter fiel.

Todo o ensino praticado na igreja é de sua responsabilidade. É por isso, que ele conhecendo o ideal do seu pastor, tem que traze-lo, para todos os setores existentes na igreja. O Ministro de Educação Cristã, nada mais é do que os braços alongados do Pastor Titular. Claro que a sua dedicação é de tempo integral, pois a igreja é dinâmica e ele precisa acompanha-la.

Não agradará a muitos, mas, precisará apenas agradar a Deus e cumprir o seu difícil papel de exercer o ministério auxiliar, sem necessidade de aparecer, mas, de tornar mais fácil e eficaz, o ministério do pastor que lhe confiou essa responsabilidade.

Heloiza Helena Ribeiro de Amorim Pimentel