Matrículas Abertas

biblia

biblia

No próximo domingo, dia 13 de fevereiro, começando às 8h30, a Escola Bíblica Dominical, voltará com todas as suas atividades. Um novo ano, com novos temas, revistas e assuntos a serem abordados. Todos estão convidados a participar, vamos estudar e refletir sobre a palavra de Deus.

O pastor José Laurindo Filho, pastor da PIB de Niterói (www.pibn.org.br) escreveu um valioso texto sobre a importância da EBD. Segue abaixo a indicação de leitura.

A Importância da Escola Bíblica Dominical

Desde os primórdios de nossa história, temos contado com a participação dos crentes na Escola Bíblica Dominical. É uma escola diferente das demais. No Brasil, ainda no tempo do Império, já havia irmãos estudando em uma determinada Escola Dominical. O missionário e médico escocês Robert Kalley, juntamente com sua esposa Suzana Kalley, depois de terem trabalhado uma temporada na Ilha da Madeira, vieram para o Brasil, onde iniciaram sua obra missionária, através da EBD. Isso se deu em 1857. Um de seus novos convertidos, o português José P. De Souza Lauro, logo após ter sido batizado, começou a ler e explanar a Bíblia para seus amigos e vizinhos (FORSYTH, W. B. The Wolf from Scotland. Durham: Evangelical Press, 1988 p. 130).

Era o início de uma EBD. Em que consiste a importância dessa tão antiga Escola?

1. Seu principal texto é a Bíblia Sagrada.

Na EBD, o livro texto que norteia os estudos é a Bíblia. O conteúdo apresentado aos professores e alunos é a Palavra de Deus. Sem dúvida, aqueles que têm freqüentado a EBD estão convictos de que vale a pena estudar o livro mais precioso que o mundo já conheceu. É a Sagrada Escritura o Livro Santo, a Espada do Espírito. É viva. É eficaz. É pura. É doce como o mel. É espelho. É martelo. Estudá-la é um privilégio para o cristão. Através de seus estudos, somos corrigidos, transformados, consolados, animados, fortalecidos, quando nos prontificamos a ouvir o que Deus fala. Por isso, cada professor deve concentrar-se no texto bíblico. Nele está todo o tesouro de que precisamos. Que bom é saber que, como alunos da EBD, somos confrontados com o ensino da Bíblia!

 

2. A EBD é o lugar do ministério do ensino.

Ensinar a Palavra é um privilégio para quem coloca a sua vida à disposição do  Senhor. O professor é uma espécie de porta-voz do conteúdo das lições para os alunos de sua classe. Por isso, exige-se dele ou dela fidelidade, honestidade, bom testemunho, que seja uma pessoa de oração e submissa à vontade de Deus. Esse é um ministério especial. Paulo, falando aos Romanos, orienta: “se é ensinar, haja dedicação ao ensino” (Cap. 12.7). Assim sendo, espera-se que cada professor se dedique o máximo ao ensino da Palavra. Certamente, os alunos serão abençoados.

O ensino dentro da EBD tem como objetivo maior transformar vidas. Não se ensina por ensinar. Não se ensina sem um objetivo. Não se ensina para apenas passar informação. Ensina- se para compartilhar com o aluno as lições extraídas da Palavra de Deus e o testemunho de vida daquele que ministra uma classe.

 

3. A EBD é lugar de Evangelização

No início de nossa história como batistas brasileiros, tínhamos a preocupação de trazer visitantes não crentes para participar da EBD. Era comum, ao se preencher o relatório de classes, registrar o número de visitantes presentes. Num grupo menor, o visitante se sente mais à vontade. É o caso da classe da EBD. Nela, qualquer um que chegar terá a oportunidade de tirar dúvidas a respeito de sua fé. É hora de recuperarmos esse método. Precisamos trazer mais visitantes para estudar a Palavra. Ore e convide algum amigo para estar com você na EBD. Mantenhamos viva em nosso coração a importância da EBD! Nela podemos estudar a Bíblia, exercer o dom do ensino e evangelizar os perdidos. Para tanto, que o Senhor nos abençoe.

Pastor José Laurindo Filho