Aceitação da Vontade de Deus

“Mas ele lhe disse: Como fala qualquer doida, assim falas tu; receberemos de Deus o bem, e não receberemos o mal? Em tudo isso não pecou Jó com seus lábios” (Jó 2.10)

É impossível ler a história de Jó e não ter o coração tocado por ele. Isso porque os acontecimentos da sua vida nos fazem rever o nosso próprio conceito da vida e da forma como Deus age. O livro trata do sofrimento, mas também trata da forma como devemos compreender a vontade de Deus e como devemos nos submetera ela.

Quando pensamos no que queremos para nós, o que se destaca é a nossa busca pela satisfação do que nos agrada. Queremos o que nos faz bem. Porém, nosso conceito do que seja melhor para nós é distorcido por nossa visão limitada da vida. Nem sempre o que é melhor para nós é aquilo que nos traz prazer imediato. Nossa visão não vai além do horizonte. Mas a visão de Deus vai mais adiante, e é capaz de ver o que está além da linha do horizonte. Por isso, às vezes, ele permite nosso sofrimento momentâneo para nos dar alegrias maiores adiante.

Independentemente do que você está passando, aceite a vontade de Deus, pois, uma vez que a vontade dele é boa e perfeita, pode ser que adiante de um nebuloso horizonte o sol venha a brilhar de forma perene.

Fonte: Manancial